quarta-feira, 30 de março de 2011

Contrato com Ecosul é debatido na Câmara




O vereador de Pelotas Dionizio Vellozo (PP) visitou a Câmara Municipal de Morro Redondo para conversar com os vereadores da cidade sobre o contrato de readequação e repactuação de concessão da Ecosul.
O objetivo da visita do vereador foi tentar mobilizar as autoridades do Poder Legislativo de Morro Redondo na luta pela a redução de 40% na tarifa básica e o retorno ao prazo inicial da concessão, para 15 anos.
Segundo Vellozo, a falta de novos investimentos na região, levando em consideração que a área possui os pedágios mais caros do País, o levou a propor, no Legislativo, a formação de uma Comissão Especial para tratar do polo de Pelotas e das praças da região.
“A mobilização está ganhando força em todos os municípios da Metade Sul no que diz respeito à readequação das tarifas dos pedágios de todo o Estado, afirmou o vereador do Partido Progressista”.


segunda-feira, 28 de março de 2011

Resultados ACP

 Resultados 5ª Rodada Colonial 2011

Independente 2 X 2 Cascata (Reservas)
Independente 2 X 3 Cascata ( Veteranos)
Independente 4 X  5 Cascata ( Titulares)
------------------------------------------------
Arroio 0 X 4 São José ( Reservas)
Arroio 0 X 2 São José ( Veteranos)
Arroio 1 X 0 São José ( Titulares )
--------------------------------------------------
 Retiro 2 X 3 Indio ( Reservas )
 Retiro 2 X 2 Indio ( Veteranos )
 Retiro 0 X 0 Indio  ( Titulares )


RESERVAS
CHAVE A


TIMES
PONTOS GANHOS
DESEMPATE
INDIO
10
a)  Maior número de vitórias;
CASCATA
8
RETIRO
6
b)  Menor número de derrotas;
SANTA IRENE
6
c)  Menor número de cartões vermelhos;
INDEPENDENTE
5
d)  Menor número de cartões amarelos;
SÃO JOSÉ
4
e)  Saldo de gols;
ARROIO
0
f)    Sorteio.
VETERANOS
CHAVE A


TIMES
PONTOS GANHOS
CASCATA
12
SÃO JOSÉ
12
ARROIO
7
INDEPENDENTE
4
INDIO
3
SANTA IRENE
2
RETIRO
2
TITULARES
CHAVE A


TIMES
PONTOS GANHOS
SANTA IRENE
8
INDIO
8
CASCATA
7
SÃO JOSÉ
6
INDEPENDENTE
5
ARROIO
4
RETIRO
2

Copa Futsal


RESULTADOS DA 3º RODADA, SÁBADO – 26 de março de 2011
19:00 IPIRANGA 5 X 4 COLONIAL
19:50 SÊNIOR COPA 3 X 5 P.M.M.R.
20:40 MIRIM ARSENAL 4 X 10 FERAS
21:30 ADULTO CHAVE A JUVENTUS 6 X 2 RESERVA
22:20 ADULTO CHAVE B P.M.M.R. 3 X 7 LEOPARDOS 

GOL Nº 150 - LEONARDO J. RODRIGUES - JUVENTUS / ADULTO MASC.- 3ª RODADA.
LEVA UM BRINDE DO MINI MERCADO E FEIRA ATALAIA.

Próxima Rodada, Sábado – 02 de abril de 2011
19:00 SÃO DOMINGOS x COPA
19:50 P.M.M.R.x COLONIAL
20:40 LYON x LIVERPOOL
21:30 XV NOVEMBRO x SÃO DOMINGOS
22:20 CUBANOS x SUIÇA

Realização: SMEC/Prefeitura Municipal de Morro Redondo

Apoios: 
Associação de Desenvolvimento Comunitário dos Produtores Rurais de Morro Redondo
Crizel Motos
Conservas Schram
Sicredi
Mini Mercado e Feira Atalaia
Agro-Plantas
Padaria Sabor e Pães
Abastecedora Waltzer
Loja Cantarelli
Auto Peças Kickhöfell
Ouro Fértil Fertilizantes
Trator Green
Mini Mercado Leite


A premiação é por conta dos apoiadores acima citados, a arbitragem é por conta da Prefeitura Municipal.
DIVULGAÇÃO : Rádio Bonfim FM , Jornal Tradição e Morro Redondo Online.
 O ingresso é gratuito e a copa é do Bonfim.
Venha, traga sua família e prestigie mais este evento esportivo de Morro Redondo!


P/organização Claudio Klumb

sábado, 26 de março de 2011

Melhorias da CEEE

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) comunica aos seus consumidores que, tendo em vista o programa de expansão e melhoramento do sistema de distribuição de energia elétrica, haverá interrupção de energia elétrica nos seguintes horários e locais:

MUNICÍPIO: PELOTAS/ CAPÃO DO LEÃO/MORRO REDONDO
DIA: 27.03.2011                                            (DOMINGO)
HORÁRIO: 08:00 até às 12:00

LOCAIS : Est. Br 392 Cascata, Est. Querência. Est. Glória, Est. Santa Eulália, Picada dos Rosa, Zona Urbana e Rural da Cidade do Morro Redondo , Est. Cerro das Tropas, Est. Coxilha dos Cunhas, Est. Passo do Atalho, Est. Trapeira, Est. Pedreira, Col. Favila, Est. Três Pedras, Est. Passo do Saraiva, Est. Rincão dos Maia, Est. Sanga Funda, Est. Coxilha dos Cavalheiros, Est. Maria Antônia, Est. Passo da Olaria, Est. Fortaleza, Est. Passo do Lourenço, Est. Coxilha das Flores, Rincão dos Cravos, Coxilha dos Amaral, Coxilha dos Piegas, Passo do Quilombo, Est. Velha, Rincão dos Melões, Rincão dos Marques, Est. Assentamento Novo Amanhecer, Zona Urbana e Rural do Capão do Leão, Est. Igreja Queimada, Vila Freire, Est. Bujuru, Est. Catimbau, Est. Passo do Vieira, Est. Calheco, Est. Passo dos Aires, Est. Col. Maciel, Est. Umbú, Passo da Micaela, Est. Três Figueiras, Col. Santa Maria, Col. Santa Bernardina, Trv Moreira, Vila Cascata, Est. Passo do Boi Magro, Est. Cascatinha, e adjacências.
BAIRRO: Rural
SERVIÇO: Substituição de postes de MT.
LOCAL: Rua Cidade de Lisboa
OCC 99082 – CEEE-D/DOD

Eventualmente poderão ser atingidos consumidores próximos aos locais citados. As interrupções somente serão realizadas em caso de condições climáticas adequadas ao serviço e, como medida de segurança, considere as instalações energizadas devido a possibilidade de conclusão do serviço antes do horário previsto.

Assessoria de Comunicação Social - CEEE
                                

PPA na Região Sul: propostas para o desenvolvimento


Por: João Motta, secretário do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã do Rio Grande do Sul
Estamos iniciando uma nova etapa na estruturação do sistema de gestão estadual, um compromisso assumido pelo governo do Estado em conjunto com a sociedade gaúcha. É o Sistema Estadual de Participação Cidadã, que consiste envolver as pessoas na reflexão para o aprofundamento da democracia.    
Com uma proposta baseada em um governo sintonizado com o ambiente nacional, o povo gaúcho sinalizou o caminho a ser conquistado através da participação. A proposta combina o avanço democrático com a busca pela redução das desigualdades regionais, sociais e a erradicação da pobreza. Em sua base, a retomada do desenvolvimento sustentável com equidade e participação.   
O Plano Plurianual (PPA), um documento obrigatório por lei, que deve ser elaborado a cada quatro anos pelo governo do Estado e submetido à aprovação da Assembleia Legislativa, a partir de agora também está inserido nessa nova lógica. É por esse motivo que a discussão do PPA para o período de 2012 a 2015 é participativa. Estamos buscando o debate regionalizado, o envolvimento da cidadania com as demandas de seus municípios, para que o texto final expresse a vontade dos gaúchos, em consonância com os objetivos estratégicos traçados pelo governo, e com os programas viabilizados pelo governo federal.  
A região sul vive um momento paradigmático, indicativo de um novo ciclo de desenvolvimento, com muito otimismo e determinação para o trabalho. É preciso potencializar essa disposição para consolidar o Porto do Rio Grande como um grande polo de indústria naval no Mercosul. Depois de perder participação econômica em relação ao restante do Estado, devido, principalmente, à baixa dinâmica da agricultura e da indústria, com um índice de desenvolvimento socioeconômico (Idese) de 0,745 (médio), abaixo da média do Estado, a retomada do crescimento é evidente.   
Os municípios de Pelotas e Rio Grande, com grande concentração de instituições de Ensino Superior, possuem capacidade para a formação profissional. Entretanto, é o investimento no Porto do Rio Grande que concretiza o potencial para a região se constituir em um polo de atração devido às vantagens naturais e operacionais que lhe conferem posição competitiva e destacada. O recente desenvolvimento do polo naval tem agregado segmentos complementares com repercussão para a economia local. O setor de serviços tem boa capacidade de expansão em atividades de apoio a exportações e serviços em geral. Para isso, precisamos trabalhar para superar alguns entraves da logística necessária à consolidação do Porto.  
A partir disso, há um caminho natural a ser percorrido com o desenvolvimento de novas atividades regionais decorrentes dos estímulos da atividade portuária. O setor terciário, ligado ao Ensino Superior e ao segmento de eletroeletrônica e tecnologia da informação, além de oferecer suporte ao crescimento das ações relacionadas ao Porto, pode se constituir em núcleo de formação e fornecimento de mão de obra e matéria-prima qualificadas. Isso sem deixar de considerar a necessidade de apresentar alternativas para os problemas de competitividade e comercialização nos setores tradicionais da região, como fruticultura, orizicultura, pecuária, além de desenvolver novas possibilidades.  
Como grandes desafios para a região sul, temos as questões da habitação, impulsionada pela atração de mão de obra em torno da indústria naval; o saneamento e meio ambiente, com responsabilidades e efeitos ampliados pelo recebimento de população de outras regiões; e ainda a questão do emprego, que tem exigido qualificação adequada para as atividades do setor metal-mecânico.  
Diante deste novo momento, a cidadania é chamada a assumir sua responsabilidade na definição das prioridades regionais e nos rumos do Rio Grande do Sul. Mais do que uma oportunidade, a participação social é um espaço que deve ser garantido pelo estado. É com esse espírito que chegamos à região sul, buscando construir alternativas conjuntas para estimular ainda mais este novo ciclo de desenvolvimento.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Vereadores de Morro Redondo visitam Sperotto



O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Sperotto (PTB) recebeu em seu gabinete nesta quarta-feira (23), os vereadores do município de Morro Redondo. Cláudio Mello (DEM), Silvia Wahast (PP), Zelodir Novack (DEM), e David Schiavon (DEM).

quinta-feira, 24 de março de 2011

Ficha limpa vale para 2012, mas ainda pode ser questionada


A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que nesta quarta-feira (23) derrubou a validade da Lei da Ficha Limpa nas eleições do ano passado, não encerra o debate sobre a aplicação da norma.
Mesmo podendo ser aplicada nas eleições de 2012, a ficha limpa ainda poderá ter dispositivos questionados.
A norma prevê 14 critérios de inelegibilidade que podem vir a ser atacados no STF pelos candidatos que serão eventualmente barrados nas eleições municipais de 2012.
Segundo o ministro Luiz Fux, a norma pode ser alvo de futuros questionamentos. “Nas outras [próximas] eleições, no meu entender, vale a ficha limpa. A gente não pode imaginar se vem alguma indagação, mas pode ser”, disse o ministro.
Nos processos que contestaram a ficha limpa, em 2010, foi atacado, por exemplo, o fato de a lei considerar condenações anteriores à sua vigência.
Com o julgamento desta quarta, os ministros estão autorizados a julgar individualmente – com base na decisão do STF – os recursos contra a ficha limpa que já tramitam na Justiça. Ainda há dúvidas sobre os efeitos da decisão para políticos barrados que não recorreram ou que os prazos para recursos já terminaram.
Há a possibilidade de ser feito um pedido para sustar a decisão tomada quando a ficha limpa ainda valia para 2010, mas ainda há divergências no meio jurídico sobre essa questão.
“Se o político participou das eleições, e o processo transitou em julgado, ele pode entrar com uma rescisória para impugnar a decisão. Mas se ele não participou das eleições, é aquela máxima do direito: o direito não socorre aos que dormem”, afirmou o ministro Marco Aurélio Mello.
Mesmo diante de indefinições, é possível afirmar que a derrubada da validade da lei em 2010 vai mexer na atual composição do Congresso Nacional.
Na prática, a decisão beneficiará políticos com processos semelhantes, como o ex-deputado Jader Barbalho (PMDB-AP) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), por exemplo, que concorreram nas últimas eleições e, embora barrados pela Lei da Ficha Limpa, obtiveram votos suficientes para se eleger ao Senado por seus estados.

Justiça
Nas duas vezes em que o plenário da Corte analisou processos contra a ficha limpa, em 2010, houve empate, em 5 votos a 5. O motivo dos julgamentos inconclusivos foi a ausência de um integrante da Corte, depois da aposentadoria do ministro Eros Grau, em agosto de 2010.
Com a posse do ministro Luiz Fux, no início do março, houve grande expectativa em relação ao seu voto, que decidiu o resultado do julgamento. Questionado sobre como sentia em relação à responsabilidade de definir a posição da Corte, ele afirmou que o resultado foi justo.
“Eu acho que se fez justiça. A Lei da Ficha Limpa está valendo, mas por melhor que seja o direito, ele não pode valer contra a Constituição.Eu sempre julguei com muita consciência com muita serenidade, muita técnica, muita sensibilidade. Espero ter conseguido isso”, declarou Fuxz, que disse ter acordado às 3h desta quarta para terminar a elaboração do voto.

Fonte: G1.com 


terça-feira, 22 de março de 2011

Mobilização garante avanços a fumicultores

Mais de cinco mil pessoas participaram ontem (21) de mobilização promovida por Fetag e Afubra, no Parque da Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul. Reunindo produtores de todas as regiões fumageiras do Estado, as entidades representativas protestaram pelo não-cumprimento dos acordos por parte da indústria, o que fez com que Fetag, Afubra, Farsul, Famurs e Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo entregassem uma pauta com reivindicações dos produtores de tabaco. Os produtores e entidades realizaram assembleia, criaram comissões e visitaram cinco empresas – Souza Cruz, Alliance One, Universal Leaf, JTI Kannenberg e Phillip Morris, obtendo algumas respostas significativas para os seus pleitos. Um grupo ainda teve audiência com o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke.
O presidente da Fetag, Elton Weber, destacou que a mobilização foi fruto dos problemas sentidos e vividos pelos produtores, e disse que as indústrias assumiram o compromisso de comprar toda a produção contratada, independente do volume, além de assegurarem o pagamento em quatro dias úteis após a entrega, sem vinculação com os insumos da próxima safra.
Ao mesmo tempo, o vice-presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, lamenta que a classificação do fumo, no que se refere à rigidez adotada pelas indústrias, tem ocasionado perdas de 30% no preço recebido, se comparado à safra passada e não teve avanços significativos. Em assembleia, ficou definido que as entidades vão acompanhar a classificação do tabaco e, se necessário, adotarão novas medidas. Já o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, assumiu o compromisso de levar a pauta de reivindicações a toda indústria fumageira.

As reivindicações
Compra por parte da indústria, de toda a produção de tabaco safra 2011, dos produtores cadastrados junto às mesmas;
Classificação e pagamento do tabaco respeitando padrões médios da última safra;
Cumprimento de todas as cláusulas constantes no protocolo firmado entre indústrias e representação dos produtores, para a safra 2011;
Toda e qualquer mudança na política de comercialização, deverá ser discutida previamente com a representação dos produtores;
Início da discussão sobre a próxima safra (2011/2012), até o dia 15 de abril de 2011; e
Audiência com os diretores presidentes das indústrias fumageiras, para discutir a cadeia da fumicultura no Estado.

segunda-feira, 21 de março de 2011

COPA FUTSAL MORRO REDONDO 23 ANOS - 2011

RESULTADOS DA 2ª RODADA SÁBADO, 19 MARÇO de 2011

19:00 MIRIM FERAS 10 X 01 LIVERPOOL
19:50 SÊNIOR COLONIAL 03 X 04 SÃO DOMINGOS
20:40 ADULTO CHAVE B LEOPARDOS 5 X 1 XV NOVEMBRO
21:30 ADULTO CHAVE A SUIÇA 4 X 6 BIRILOU
22:20 ADULTO CHAVE B SÃO DOMINGOS 4 X 8 AJAX

PRÓXIMA RODADA
19:00 IPIRANGA X COLONIAL

19:50 SÊNIOR COPA X P.M.M.R.
20:40 MIRIM ARSENAL X FERAS
21:30 ADULTO CHAVE A JUVENTUS X RESERVA
22:20 ADULTO CHAVE B P.M.M.R. X LEOPARDOS

Utilidade Pública


O senhor Silmar Lüdtke perdeu toda a sua documentação na manhã desta segunda-feira (21) em frente à Associação de Produtores Rurais de Morro Redondo.
Lüdtke necessita de toda a sua documentação para viajar no próximo mês.

Quem achar pode entrar em contato com a nossa equipe.


sábado, 19 de março de 2011

Rodada do fim de semana cancelada

A rodada do próximo domingo da ACP foi cancelada devido as várias festas de comunidades das colônias de Pelotas e principalmente para a ACP a festa da comunidade Nosso Senhor do Bomfim na Cascata no domingo dia 27/03/2011 teremos a quinta rodada :

Retiro x Indio
Independente x Cascata
Arroio do Padre x São José

quinta-feira, 17 de março de 2011

Certificação do Lableite pelo Ministério da Agricultura deve ocorrer até abril


O Laboratório de Qualidade do Leite (Lableite) da Embrapa Clima Temperado deverá receber até abril a certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para integrar a Rede Brasileira de Laboratórios de Qualidade do Leite (RBQL). A anúncio foi feito ontem (quarta-feira, 16) à tarde em Brasília pelo ministro Wagner Rossi durante audiência com o deputado federal Fernando Marroni (PT-RS), representantes da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), da Cosulati e da Associação Gaúcha de Criadores de Gado Jersey (ACGJRGS)
 O credenciamento é aguardado desde 2005 e depende apenas de uma última vistoria de técnicos do MAPA a ser realizada em abril. Uma vez aprovado pelo ministério, o Lableite será o único laboratório público no Rio Grande do Sul autorizado a emitir laudos oficiais de qualidade do leite em acordo com a Instrução Normativa 51 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A medida significará benefícios a 12 mil produtores de leite da Metade Sul e 120 assentamentos da Reforma Agrária cuja atividade econômica está baseada na atividade leiteira.
Para o deputado Marroni, responsável por encaminhar a demanda ao MAPA, a certificação do Lableite ampliará a capacidade produtiva em toda a região sul do estado. “A partir desta inclusão na RBQL, o laboratório contribuirá diretamente para a melhoria da bacia leiteira, aumentando a renda de milhares de famílias e qualificando a produção local”, explica. Além disso, o credenciamento significa economia para as indústrias e cooperativas, pois não precisarão enviar as amostras para análise no Laboratório da Universidade de Passo Fundo.

O que é o Lableite
O Lableite está instalado desde 2005 na Estação Terras Baixas (ETB) da Embrapa Clima Temperado, no Capão do Leão. É o nono laboratório de leite automatizado no Brasil. Está capacitado para fazer análises de proteína, lactose, gordura, sólidos totais, contagem de células somáticas e contagem bacteriana a fim de atestar a qualidade do leite produzido.

No Rio Grande do Sul é o único laboratório público capaz de realizar estudos que garantam o cumprimento da Instrução Normativa 51 da Anvisa, responsável por estabelecer padrões de qualidade que precisam ser seguidos na comercialização do leite.


Fonte: Assessoria - Deputado Federal Fernando Marroni